Repasse para Saúde: Prefeitos devem esperar as transações bancárias para receber do Estado

Mais paciência. Assim deve ser a atitude dos 141 prefeitos de Mato Grosso que aguardam a liberação do Palácio Paiaguás recursos na ordem de 72 milhões de reais que serão destinados para área de Saúde. De acordo com reportagem publicada no site Rdnews, as 141 prefeituras precisam esperar transações bancárias para receber do governo estadual o repasse da saúde, atrasado desde 2012, assim como janeiro e fevereiro, que totalizam R$ 72 milhões. A declaração é do secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf (PR). Ele ainda diz acreditar que o dinheiro deva estar disponível nas contas dos municípios ainda nesta quarta (03), liquidando o débito.

Segundo a reportagem, o dinheiro só não está na conta porque, após a autorização do governo, é preciso esperar 48 horas para o valor ser compensado. O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Valdecir Colle, o Chiquinho do Posto (PSD), disse que o governo já realizou o pagamento de R$ 23 milhões, que corresponde a uma parte dos atrasados de 2012.

Após o governador Silval Barbosa (PMDB) anunciar, na última quinta (28), que iria quitar o débito da saúde com os municípios, o secretário Nadaf, na ocasião, disse que os recursos regularizariam não apenas os repasses para as prefeituras, como também com os hospitais conveniados.

A decisão do peemedebista de quitar o débito se deu logo depois dos prefeitos – que são presidentes do Consórcio Intermunicipal de Saúde – fazerem pressão. Para Nadaf, as verbas chegam em boa hora e vão dar uma injeção no setor, proporcionando que a população tenha acesso a serviço de qualidade.

Responder

comment-avatar

*

*