Restaurantes de Cuiabá preparam estoque de alimentos para a Copa

Presidente da associação dos atacadistas garante que não faltará comida.
Supermercados também começam a montar estoque de alimentos.

Com a aproximação da Copa do Mundo, restaurantes e bares de Cuiabá e Várzea Grande, região metropolitana da capital, começaram a reforçar os estoques. A Associação Mato-grossense dos Atacadistas e Distribuidores (AMAD) garante que não vai faltar alimento para os turistas que visitarão Cuiabá no período dos jogos. O presidente da entidade, Sérgio Gomes, disse que o setor já se prepara há algum tempo para esse aumento da demanda.

“O setor já trabalha há muito tempo através das suas empresas com o estoque regulador considerável, então dificilmente ocorrerá a falta de produtos”, avaliou. Segundo o Ministério do Turismo, há uma estimativa de que os visitantes que vierem para Mato Grosso durante o Mundial de futebol gastem mais de R$ 300 milhões no estado.

Já na avaliação do empresário do setor Fernando Medeiros, apesar de haver mais de mil empresas ligadas ao ramo da alimentação espalhadas pela capital e Várzea Grande, a estimativa é que apenas 15% desses estabelecimentos estejam preparados para atender toda a demanda de turistas. “O setor não conseguirá atender de forma adequada a quantidade de turistas que está por vir”, comentou.

Nesta semana, empresários do setor de alimentos realizaram um encontro de negócios para a troca de experiências e compra de produtos. A discussão girou em torno do planejamento para evitar a compra de última hora, que será dificultada pela mobilidade urbana durante os jogos. “Nesse momento, precisa-se preparar a contento para deixar uma imagem positiva para Cuiabá”, pontou o gerente de serviços do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Carlos Wolfi.

Os supermercados também começaram a  se preparar para atender a demanda do mundial. Neste caso, o maior consumidor não é o turista e sim o torcedor local. Entre os produtos mais consumidos estão a cerveja, carne e guloseimas.

Energia
Outro setor que já deu início aos trabalhos de prevenção para o período é o de energia. Esta semana, uma inspeção aérea está sendo realizada em toda a rede. Os técnicos buscam pontos de aquecimento que podem causar um rompimento de uma linha de transmissão. A análise é enviada para que a equipe de manutenção possa fazer os ajustes necessários. Mas, caso ocorre eventual falha durante os jogos, equipes estarão de plantão para resolver o problema.

“No período da Copa, tem um contingente maior disponível dentro do centro de operação para atendimento e equipes de plantão, de sobreaviso em lugares estratégicos na rua, dentro das subestações. Vamos ter pessoal dentro do centro integrado que está sendo organizado pela Secretaria de Segurança Pública. Então, toda a estrutura para o caso de falha está preparada”, afirma o diretor técnico e comercial das Centrais Elétricas de Mato Grosso (Cemat), Alessandro Brum. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*