Rodovia é liberada 8 horas após acidente que matou cinco em MT

Acidente entre ônibus de viagem e carreta matou cinco pessoas nesta terça.
Pista ficou totalmente interditada das 17h até as 1h52 desta quarta.

Acidente entre carreta e ônibus de viagem matou cinco pessoas em Mato Grosso. (Foto: Kelly Martins/G1)

O trecho da BR-364, onde ocorreu um grave acidente que matou cinco pessoas e deixou 35 feridas, foi liberado às 1h52 desta quarta-feira (18) perto da cidade de Jangada, a 82 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o congestionamento por conta do acidente chegou a 10 km nos dos sentidos da rodovia. A pista estava totalmente interditada desde o momento do acidente, registrado por volta de 17h10 de terça-feira (17). Ainda não há informações de quantas pessoas permaneciam internadas após o acidente.

Um ônibus de viagem, da empresa Verde Transportes que fazia o itinerário Cuiabá a Guarantã do Norte, teria sido atingido de frente por uma carreta carregada de algodão. Segundo a PRF, testemunhas relataram que o condutor da carreta perdeu o controle do veículo no momento em que chovia forte na região, fazendo com que a pista ficasse escorregadia. O motorista invadiu a pista contrária e bateu de frente com o ônibus, quando houve uma explosão. O ônibus estava com 38 passageiros.

Entre as vítimas que morreram estão o motorista e três passageiros do ônibus e o condutor da carreta. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá, onde permanecem nesta manhã. De acordo com os funcionários do IML, os materiais genéticos das vítimas devem ser recolhidos para a identificação e encaminhamento dos familiares.

Conforme a PRF, as vítimas feridas foram encaminhadas para o Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG), região metropolitana de Cuiabá, ao PSM de Cuiabá e hospitais de Jangada. O superintendente da empresa, Haroldo Renato Cordeiro, afirmou ao G1 que a empresa está auxiliando as vítimas do acidente e dando suporte aos passageiros.

“Foi feito todo o atendimento, as pessoas que tiveram alta foram transferidas para hotéis e as famílias estão sendo identificadas. A informação que tivemos até a madrugada foi que 17 pessoas foram atendidas no PSMVG e 17 no PSMC. Ontem mesmo algumas já receberam alta médica e as que ficaram não tiveram graves ferimentos”, pontuou.

Responder

comment-avatar

*

*