Secopa cancela licitação que Cachoeira tentou fraudar

Secretário extraordinário da Copa, Eder Moraes afirmou em entrevista por telefone ao Olhar Direto que a licitação a qual o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e o empresário e bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, tentaram fraudar já havia sido cancelada em setembro.

“Essa licitação em questão foi cancelada porque foi feita ainda pela [extinta Agência Executora das Obras da Copa do Mundo no Pantanal] Agecopa”, informou Eder Moraes. “Com a transição para a Secopa, a comunicação ficou a cargo mesmo da [Secretaria de Comunicação do Estado] Secom”, completou.

Eder esclarece que o cancelamento da licitação nada tem a ver com a denúncia. “Esse processo [licitatório] não foi feito na nossa gestão e não foi efetuado”, afirma. Com a mudança do modelo de autarquia para secretaria pela qual a Secopa passou, a direção de marketing foi automaticamente extinta.

Moraes declarou ainda que não tinha conhecimento dos interesses de Demóstenes e Cachoeira na licitação em Mato Grosso até a publicação da Revista Época. “Ficamos sabendo pela imprensa”, alegou, “mas essa licitação já havia sido cancelada”, reforçou.

A ligação entre Demóstenes e Cachoeira, que de acordo com a Revista Época foi realizada no dia 8 de abril de 2011, foi feita após o cancelamento da licitação, ainda de acordo com Eder. O secretário de Administração do Estado, Cesar Zílio, afirmou não ter conhecimento sobre o caso e disse que o governo irá investigar.

Entenda o caso

Escuta telefônica obtida com exclusividade pela Revista Época entre o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e o bicheiro e empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, revela que ambos tentaram fraudar uma licitação da Copa do Mundo em Mato Grosso para beneficiar um amigo em comum.

Demóstenes pediu ajuda de Cachoeira para beneficiar a agência de publicidade de um amigo a conseguir contratos de marketing para a Copa do Mundo em MT. Em questão estavam dois lotes de R$ 13 milhões. “Cê acha que consegue?”, pergunta Demóstenes na gravação.

“Acho um negócio bacana. Se for do interesse seu… (de Demóstenes)”, responde Cachoeira. “Eu acho que consigo.” Em outra ligação, Demóstenes diz que passará na casa de Cachoeira para conversar mais sobre o assunto.

olhardireto

Responder

comment-avatar

*

*