Servidores do Detran rejeitam contraproposta e greve continua

Categoria entendeu que não houve avanços nos principais pontos de reivindicação

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) decidiram manter a greve da categoria. A decisão foi tomada na manhã desta sexta-feira (1), durante a assembleia geral dos trabalhadores, que descartou a contraposta do Governo do Estado. A greve já dura 12 dias.

Segundo a vice-presidente do Sindicato dos trabalhadores do Detran (Sinetran), Dayane Renner, a greve foi mantida devido  o Governo ter rejeitado os pontos mais importantes reivindicados pela categoria.

Dentre eles, Dayane destaca o projeto de reestruturação da autarquia, que foi elaborada do de forma paritária tanto por servidores do Detran quanto por técnicos da Secretaria de Estado de Administração (SAD-MT).

De acordo com a sindicalista, a reestruturação previa o enxugamento dos cargos comissionados, possibilitando assim mais economia para o Detran. “E o dinheiro que sobraria com a demissão desses cargos, seria revertido, de acordo com o projeto, em investimentos para melhorar a estrutura do órgão. Mas o governo rejeitou essa proposta”, disse.

Outras propostas rejeitadas pelo Governo, consideradas fundamentais pela categoria, é a realização de concurso público para a contratação de médicos e psicólogos, para os exames admissionais de direção veicular e a vistoria ambiental, que a categoria pede a revogação da lei que terceiriza o serviço para uma empresa privada.

Com a contraproposta rejeitada, a partir de segunda-feira (2) os servidores em greve retomam com as atividades de mobilização.

Segundo Dayane, a greve do Detran conta com 60% de adesão, num universo de 1 mil servidores em todo Estado.

O que funciona

A vice-presidente afirmou que estão sendo mantidos 40% dos serviços prestados pelo Detran à população.

Neste rol, destacam-se a renovação de CNH’s (Carteira Nacional de Habilitação); emplacamentos; e abertura de licenciamentos, que é documento obrigatório que permite a circulação do carro no trânsito.

Com relação às provas práticas de direção veicular, que são realizadas no pátio do Detran, este serviço está paralisado por conta da greve.  Mídia News

Responder

comment-avatar

*

*