Sindicato contabiliza nove ataques a bancos no Estado

Pelo menos nove agências bancárias foram alvos de bandidos desde o início deste ano em Mato Grosso. A contabilidade é do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e do Ramo Financeiro do Estado, que aponta a última ação ter sido registrada na madrugada de quarta-feira (25), em Várzea Grande.

Ladrões tentaram assaltar o banco Itaú, na avenida Couto Magalhães, mas acabaram sendo surpreendidos pelo vigia. Na fuga da ação frustrada, houve troca de tiros e, segundo o sindicato, o vidro que separa a parte dos caixas eletrônicos da agência foi quebrado. Marcas de balas foram constatadas em pontos do banco.

Cinco dias antes, bandidos haviam roubado um malote na agência da Caixa Econômica Federal, que fica rua 13 de Junho, em Cuiabá. Um dos ladrões entrou se passando por vigilante para a troca de turno e, após assumir o posto, facilitou a entrada de outro, que rendeu um bancário. Posteriormente fugiram deixando empregados trancados no prédio.

No Norte de Mato Grosso, um dos últimos ataques aconteceu simultaneamente nas agências do Banco do Brasil e cooperativa de crédito Sicredi, de Confresa (região Araguaia, cerca de 1,1 mil km de Cuiabá), em 9 de janeiro. Bandidos fortemente armados invadiram os estabelecimentos e renderam clientes, que foram colocados na frente das agências como “escudos humanos” para “blindá-los”. Os valores que conseguiram levar não foram divulgados.

Pouco mais de duas semanas depois, policiais militares conseguiram prender três suspeitos no Distrito de União do Norte, em Peixoto de Azevedo. Outros quatro conseguiram fugir. Houve troca de tiros. As caminhonetes Nissan Frontier, placas do Amazonas e outra Hillux preta, com placas de Denise, que estavam, foram apreendidas. Nelas, foram encontrados mais de R$ 15 mil.

Só Notícias com Redação Canarana News

Responder

comment-avatar

*

*