Sindicatos rurais do leste de MT discutem demandas da região

Presidentes dos Sindicatos Rurais do leste de Mato Grosso se reuniram, na sede do Sindicato de Porto Alegre do Norte, para tratar das principais demandas da região. Entre elas está a necessidade da elaboração de um manifesto contra os atos administrativos feitos pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT). Um deles e o que mais está impactando negativamente a região é a falta de redução do ICMS para 3,5% do gado em pé para outros estados. O manifesto será conduzido pelos presidentes dos sindicatos dos municípios de Vila Rica, São José do Xingu, Confresa e Porto Alegre do Norte.

Outro assunto em pauta foi a paralisação das obras da BR-158. “Os sindicatos do leste de Mato Grosso farão uma nota de repúdio ao Governo do Estado abordando essa questão dos atos administrativos da Sefaz assim como a falta de pulso do poder executivo para cobrar do Dnit a continuidade das obras da BR-158”, informou o vice-presidente da região Nordeste de Mato Grosso pela Famato, Marcos da Rosa.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Porto Alegre do Norte, Edio Brunetta, a paralisação das obras de pavimentação da BR-158 no trecho de Vila Rica atrasa o desenvolvimento da região. “Essa rodovia é a nossa única via de escoamento da produção e depois que a empresa responsável pela pavimentação quebrou, o DNIT ficou de verificar quem iria assumir o trecho, mas até agora nada”, reclamou Brunetta.

Durante a reunião, também foi discutido o conflito da Gleba Suiá-Missú, onde aproximadamente 7 mil moradores não índios estão prestes a ser despejados. Os sindicatos da região leste irão elaborar uma nota de repúdio que será enviada para Fundação Nacional do Índio (Funai).

Conforme Brunetta, a reunião foi importante para estreitar o relacionamento entre os representantes dos sindicatos do leste do estado e fortalecer as ações em prol da região que carece de melhorias de logística e infraestrutura. Marcos da Rosa compartilhou da mesma opinião de Brunetta: “Fiquei feliz em poder estar na região discutindo assuntos tão importante. De agora em diante devemos buscar o resultado positivo com a maior brevidade possível das ações definidas nesta reunião”, concluiu.

Responder

comment-avatar

*

*