SUIÁ-MISSÚ : Barra do Garças adere movimento e fecha ponte por 2 horas

Os produtores rurais de Barra do Garças, num gesto de soliedariedade ao combate a desintrusão que está acontecendo em Suiá-Missú, fecharam na tarde de quarta-feira (12) por volta das 15 horas, a ponte sobre o rio Garças, na divisa de Mato Grosso e Goiás, interrompendo o maior tráfego de carretas entre os dois estados. Calcula-se que mais de mil carretas passam por dia pela região. Para evitar mais transtornos no centro comercial de Barra, por onde passa a BR 070, as carretas foram retidas na entrada da cidade e também na saída de Aragarças-GO. A manifesteção terminou dentro do horário às 17 horas.

A interrupção do trânsito gerou protestos de caminhoneiros e moradores de Aragarças que queriam passar para o lado de Goiás. “Nós queremos mostrar nossa solidariedade ao povo da Suiá Missu, mas não queremos criar inimizade com o povo das três cidades”, frisou o presidente do Sindicato Rural, Rodrigo Ragiotto, se referindo aos moradores de Barra, Pontal do Araguaia e Aragarças que aguardavam pacientemente para atravessarem as pontes. A interdição foi anunciada no rádio e na TV para justamente a população se programar e evitar a travessia no período das 15 às 17 horas.

O ruralista convidou sindicalistas, fazendeiros e vereadores para engrossarem o movimento. O deputado Adalto de Freitas (PMDB) está em Cuiabá, mas enviou uma faixa para demonstrar a sua indignação também o despejo da Suiá.

Do outro lado da cidade, os caminhoneiros retidos questionavam o bloqueio. “Nós também somos prejudicados com essa interdição. Eu estou longe de casa como os meus colegas e temos que entregar a carga”, ponderou Francisco Honorato da Silva, 43 anos, que está carregado com soja e pretende seguir para São Paulo.

Na mesma situação de Francisco Honorato estavam pelo menos mais cem carretas na saída de Barra para Cuiabá e na saída de Aragarças-GO. Um novo bloqueio está previsto para quinta-feira (13) das 09 às 11 horas.

Ao tomar conhecimento do descontetamento dos motoristas Rodrigo Ragiotto retrucou:
– Eles estão perdendo 2 horas do seu dia, enquanto aquelas pessoas estão perdendo o trabalho de toda uma vida – concluiu.

Ragiotto informou ao Chocolate News que o movimento será repetido na manhã desta quinta-feira, das 9:00 às 11:00 horas.
A BR 158 segue com interdições em Nova Xavantina, Água Boa, Ribeirão Cascalheira e Cocalinho. Os produtores liberaram a trafegabilidade a partir das 22 horas e fecharam  novamente nesta manhã. Há informações que as rodovias serão fechadas também em Primavera do Leste e Rondonópolis provavelmente nesta quinta-feira.

Prisão na ponte

Um caso inusitado marcou o manifesto pró-produtores de Suiá-Missú em Barra do Garças. Policiais civis e militares efetuaram a prisão de João Pereira de Souza Junior, 38 anos, com mandado de prisão em aberto, quando este acompanhava o desenrolar dos acontecimentos nas imediações das pontes sobre os rios Garças e Araguaia.

Responder

comment-avatar

*

*