Suspeita de negligência médica no Hospital Regional

ÁGUA BOA – Uma mulher procurou a delegacia de polícia para registrar que sua criança de apenas 48 dias de vida teria morrido por negligência médica. Nilvânia Martins Cruvinel disse à nossa reportagem que no sábado, internou a criança no Hospital Regional Paulo Alemão. O plantonista Dr. Maximiliano fez os primeiros atendimentos, que segundo a mãe, foram excelentes. Depois, quando mudou o plantão, segundo ela, é que teria começado um bate-boca entre outros médicos para ver quem assumiria o caso da criança que tinha febre alta.

Ainda segundo a mãe, durante a manhã, a criança continuou com febre alta até entrar em convulsão. Daí em diante, exigiu-se a transferência da criança para outro centro médico, o que aconteceu somente na noite de sábado para domingo. A criança faleceu em seguida, a caminho de Goiânia. O caso virou boletim de ocorrência, cabendo aos policiais investigarem os detalhes.

 ÁGUA BOA – O diretor do Hospital Regional Paulo Alemão, registrou na polícia hoje, que Nilvania Martins Cruvinel esteve no hospital, e teria discutido com os médicos. Segundo Renato Beraldo, a mãe estava visivelmente transtornada e xingava os médicos. Renato disse que entendia a dor da mãe pela perda do filho, mas que mesmo assim, precisava registrar o fato na polícia, para a proteção dos funcionários do Hospital. Interativa Fm

Responder

comment-avatar

*

*