‘Tentei ajudá-la’, diz mãe sobre criança morta a tiros em casa em MT

Tiros atingiram duas crianças e uma delas morreu em Rondonópolis.
Polícia acredita que alvo dos suspeitos seria padrasto da criança.

A mãe de Kaliny Souza dos Santos, de nove anos, morta a tiros nesta quarta-feira (5), relata como ocorreu o homicídio da filha, dentro da própria casa na cidade de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Segundo a mãe, que preferiu não ser identificada, três homens armados entraram na casa pela porta dos fundos usando capacetes.

Eles teriam ido direto para um dos quartos, onde duas crianças dormiam, iniciando uma série de disparos. A irmã caçula de Kaliny, de 1 ano e 8 meses, também foi baleada na perna e sobreviveu. Kaliny levou sete tiros e morreu.

”Minhas duas filhas estavam dormindo. Eles começaram a disparar e só pararam quando acabaram as balas. Eu corri para ajudá-la”, disse a mãe de Kaliny.

Apesar do homicídio e da tentativa de homicídio, o alvo dos suspeitos seria o padrasto da criança, que se escondeu em um banheiro quando percebeu o que estava acontecendo.

Em depoimento à Polícia Civil, a  mulher relatou que o pai da menina caçula morreu durante um assalto na cidade e o irmão dele, que seria um dos suspeitos no caso, não gostava do atual marido dela, de 19 anos.

Além disso, também não aceitava que a sobrinha chamasse o jovem de padrasto. Dessa forma, conforme a Polícia Civil, o ex-cunhado e outros dois comparsas foram até a casa dela e tinha como alvo o marido. A polícia deve pedir a prisão dos três suspeitos.

Responder

comment-avatar

*

*