Trabalhadores rurais pedem apoio para evitar conflito com indigenas

Trabalhadores rurais pedem apoio para evitar conflito com indigenas

ALTO BOA VISTA – Uma comissão de trabalhadores rurais da gleba Suiá-Missú esteve em Barra do Garças nesta segunda-feira (20) com o comando da Polícia Militar pedindo o apoio da instituição para evitar conflito e até mesmo derramamento de sangue no município de Alto da Boa Vista. Os trabalhadores reclamaram que os índios invadiram algumas fazendas na área destruindo plantações, apropriando de rebanho e até mesmo expulsando os posseiros.

Uma mulher contou ao coronel Valdemir Barbosa que os índios expulsaram uma família de posseiros passando medo nas pessoas e até jogando crianças para cima. O presidente da Associação de produtores da Suiá-Missú, Renato Teodoro, ponderou que os posseiros não questionam se os índios moravam antes ou não na área, porém eles afirmam que estão ocupando 160 mil dos 600 mil hectares da área que teria ido a leilão em Goiânia.

O coronel Barbosa lamentou os incidentes entre posseiros e índios na Suiá-Missú e explicou que essa ação está tramitando na Justiça Federal que deu ganho de causa para os índios e reintegração de posse deve ser feita pela Polícia Federal. “O governador ofereceu uma área para os índios em Santo Antônio do Leste próximo ao rio das Mortes e eu quero levar os caciques para conhecer essa área quem sabe eles aceitam e acaba esse impasse” explicou Barbosa.

O coronel informou que vai convidar o cacique Damião e o seu filho Arimatéia para conhecerem essa área. A briga pela fazenda Suiá-Missú já se arrasta há mais de 20 anos e hoje 1.500 trabalhadores moram dentro da área e um distrito foi criado com o nome de Estrela do Araguaia pertencente ao município de Alto da Boa Vista.

 

Fonte:TOP NEWS

Responder

comment-avatar

*


*