TRE divulgará lista de impedidos de disputar próximas eleições em Mato Grosso

 

Diante das dúvidas geradas com a decisão do Supremo Tribunal em manter a “Lei da Ficha Limpa”, o Tribunal Regional Eleitoral divulgará uma lista com os nomes das pessoas que ficarão inelegíveis nos próximos oito anos em Mato Grosso. O STF manteve a lei por sete votos a quatro dos ministros.

 

De acordo com a assessoria de imprensa do TRE, a lista será divulgada após o feriadão de Carnaval. Na decisão de quinta-feira, o Supremo considerou que estão impedidos de disputar eleições qualquer político que tenha alguma condenação por orgão colegiado.

 

Por exemplo, um gestor que teve as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado está proibido de tentar um mandato eletivo. Em Mato Grosso, 22 ex-presidentes de câmaras municipais de Barra do Bugres, Castanheira, Chapada dos Guimarães, Cocalinho, Cuiabá, Diamantino, Figueirópolis D´oeste; Guiratinga; Juruena, Juscimeira, Luciara, Nova Brasilândia, Nova Olímpia, Novo Mundo, Novo Santo Antônio, Porto Estrela, Rondolândia, Santo Antônio de Leverger, São Felix do Araguaia, São Pedro da Cipa, Tesouro e Vila Bela da Santíssima Trindade não poderão ir as urnas…

 

O MCCE (Movimento Cívico de Combate a Corrupção Eleitoral) apontou que 11 deputados estaduais barrados com a lei: Airton Português (PSD), Antônio Azambuja (PP), Guilherme Maluf (PSDB), Hermínio J. Barreto (PR), João Malheiros (PR), José Domingos Fraga Filho (PSD), José Geraldo Riva (PSD), Mauro Savi (PR), Percival Santos Muniz (PPS), Ságuas Moraes (PT) e Sérgio Ricardo (PR). Já os federais são Carlos Bezerra (PMDB), Eliene Lima (PSD), Pedro Henry (PP) e Wellington Fagundes (PR).

 

Cuiabá e Várzea Grande

 

Os primeiros efeitos da Ficha Limpa já poderão ser notados na disputa para as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande neste ano. Por exemplo, na capital do Estado, o prefeito Chico Galindo (PTB), empresário Mauro Mendes (PSB), e o ex-prefeito Roberto França (DEM) possuem condenações em orgãos colegiados e estão teoricamente impedidos de registrarem suas candidaturas.

 

Já em Várzea Grande, acontece o mesmo efeito. O senador Jaime Campos (DEM) e o prefeito Sebastião dos Reis Gonçalves, o “Tião da Zaeli” (PSD), também estão de fora.

 

 O Documento


Responder

comment-avatar

*

*