Universitário matou namorado da ex em MT por vingança, diz MPE

Denúncia foi feita na segunda-feira (30) e acusado deve ir a júri popular.
Homicídio ocorreu no dia 30 de outubro, em frente a uma universidade.

O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu denúncia contra o universitário de 31 anos, acusado de ter assassinado a tiros o cabeleireiro Maurício Medeiros de Souza, de 30 anos, em Rondonópolis, a 218 km deCuiabá, no dia 30 de outubro. O MPE pede pela condenação do denunciado por porte ilegal de arma e homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima).

A denúncia foi protocolada na Terceira Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis pela 6ª Promotoria de Justiça Criminal do município, na segunda-feira (30). Segundo o promotor César Danilo Ribeiro de Novais, que assina a ação, o denunciado agiu por vingança e perseguiu a vítima usando seu carro, deixando-a sem saída e cometendo o assassinato nas imediações de uma faculdade, às 10h30, no bairro Vila Birigui.

“Encurralada, a vítima saiu de seu veículo e, ao fugir do local, recebeu disparos de arma de fogo desferidos pelo denunciado, sendo que um deles lhe atingiu as costas, causando-lhe os ferimentos que, por sua natureza e sede, foram a causa de sua morte. Ato contínuo, depois de perpetrar o crime, o denunciado fugiu do local”, afirmou o promotor, na ação.

Encurralada, a vítima saiu de seu veículo e, ao fugir do local, recebeu disparos de arma de fogo desferidos pelo denunciado”
César Novais, promotor

O cabeleireiro deixou uma filha de um ano e seis meses. Na ação, o MPE também requer à Justiça que seja arbitrado valor de indenização a título de reparação de danos materiais e morais sofridos pelos familiares da vítima e à coletividade. O universitário teve o mandado de prisão preventiva decretado e cumprido no dia 14 de novembro.

‘Covardia’
O universitário se apresentou à Polícia Civil apenas no dia 5 de novembro, acompanhado de dois advogados. Na ocasião, segundo a polícia, ele confessou o crime e disse que agiu daquela forma porque era ameaçado pela vítima. Para a polícia, porém, o acusado cometeu o crime por ciúmes da ex-namorada, Clediane Soares Dias, de 25 anos.

A mulher de Maurício, que também é universitária e trabalha como auxiliar de engenharia civil, afirmou ao G1, na ocasião do crime, que o homicídio foi presenciado por amigos da vítima. Ela disse, ainda, que o suspeito e o veículo foram reconhecidos pelas testemunhas.

“Nesse tempo em que eu estava com o Maurício, ele [o suspeito] nunca me procurou. Eles já discutiram uma vez, mas isso foi antes de eu ter o relacionamento com Maurício. O que ele fez foi uma covardia, atirou pelas costas”, disse Cleidiane.

Ainda conforme a mulher do cabeleireiro, o suspeito frequentava a mesma faculdade que ela e a vítima, além de sempre, por coincidência, se encontrarem pela cidade. Ela disse que nunca imaginou que o ex-namorado pudesse fazer algo contra Maurício. “Eu espero que ele pague pelo que fez, quero Justiça”, declarou. G1.MT

Responder

comment-avatar

*


*