Universitário morre após se afogar em piscina durante festa em MT

Estudante de agronomia sofreu parada cardíaca na segunda-feira (10/06).
Irmã disse que ele tinha melhorado e iria deixar a UTI nesta semana.

Morreu nesta segunda-feira (10) o estudante Edmilson Ferreira Bitencourt, de 24 anos, que se afogou em uma piscina durante uma festa dos colegas de faculdade há 50 dias, em Alta Floresta, a 800 quilômetros de Cuiabá. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital filantrópico de Cuiabá desde o ocorrido e faleceu após sofrer uma parada cardíaca. A irmã dele afirmou que o irmão tinha apresentado melhora e iria deixar a UTI nesta semana, conforme a equipe médica havia adiantado à família. “Ele já estava bem, conversando. Reconheceu as pessoas e de repente faleceu”, disse Clarice Bitencourt. A vítima estudava agronomia no campus da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), de Alta Floresta.

O corpo do universitário será transladado para Alta Floresta, onde deverá ser velado e sepultado. Conforme a irmã do estudante, ele não contou como ocorreu o afogamento. Se foi acidental ou criminoso. “Ele não chegou a contar, porque falou que não se lembrava do que tinha acontecido. Ele não tinha noção de nada, de tempo, por exemplo”, afirmou.

Ele se afogou em uma piscina de aproximadamente um metro de profundidade no dia 21 de abril quando estava em uma festa na residência de um colega da faculdade em Alta Floresta. Durante o período em que ficou internado, teve pneumonia devido à água acumulada no pulmão. “Como ele engoliu muita água, teve pneumonia química, como os médicos chamam”, contou Clarice.

Após se afogar, o estudante foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Hospital Regional de Alta Floresta. Em seguida, foi transferido para Cuiabá. De acordo com Clarice, o irmão teria ido estudar para uma prova, mas que ele e os colegas acabaram comprando bebidas e fazendo uma festa na casa. “Era uma festa de colegas da faculdade. Eles iriam estudar para uma prova que teriam na segunda-feira. Tem vídeos deles dançando. Meu irmão estava bem feliz nesse vídeo. Estavam fazendo uma confraternização”, pontuou.

Na avaliação dela, o universitário não teria se afogado sozinho porque a piscina era rasa. “A história está mal explicada porque cada um que estava lá dá uma versão sobre o caso. Ele não iria se afogar sozinho”, reclamou. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do município.G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*