Usina hidrelétrica no Nortão pode ir a leilão em 2014

A expectativa do governo federal é que usina hidrelétrica São Manoel, prevista para ser construída no rio Teles Pires, na divisa de Mato Grosso com o Pará, vá a leilão no ano que vem. Isso, caso sejam concluídos em tempo hábil os estudos de viabilidade, feitos com apoio da Força Nacional. As obras seriam terminadas em 2019, ano que a hidrelétrica também seria acionada.

A usina é uma das atrasadas (dois anos) na região Amazônica por conta de impasses de demarcação de áreas indígenas. O que tem forçado o governo federal a fazer “manobras” para atingir as metas do plano decenal de energia. De acordo com o Valor Econômico, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou que o governo deverá adiantar o leilão de algumas usinas hidrelétricas [que deve ser anunciadas em breve] ou mesmo leiloar mais usinas térmicas.

Conforme Só Notícias já informou, a usina São Manoel deve ter capacidade para 700 megawatts e o barramento formará um reservatório com área total de 63,96 quilômetros quadrados, segundo a Empresa de Pesquisa Energética. O objetivo inicial é contratar energia para o mercado das distribuidoras em 2016, cuja capacidade gerada seria suficiente para atender população de aproximadamente 2,5 milhões de pessoas. Não há estimativas de investimentos ou empregos a serem gerados.

A usina estava prevista para ir a leilão ainda em dezembro de 2011, mas acabou não entrando no certame por conta da um nova suspensão das audiências públicas para debater o empreendimento. Só Noticia

Responder

comment-avatar

*

*