Vereador de Torixoréu é notificado sobre gasto de recurso da cultura


A briga política entre o prefeito de Torixoréu Máximo Barriga (PSB) e o vereador Vanney Neves (PC do B) tem um novo round. Desta vez quem está na berlinda é o vereador comunista. Ele tem de prestar esclarecimentos, juntamente com o advogado Antônio Nunes de Sousa Filho, sobre a realização de um festival de música com recursos do Fundo de Cultura de Mato Grosso, em 2010, ao custo de R$ 40 mil, cuja prestação de contas ainda está pendente de documentos. 

O advogado foi notificado pela Secretaria de Cultura de Mato Grosso para apresentar cópias de cheques, comprovantes de recolhimento do imposto de renda, comprovação de despesas e nota fiscal referente ao Festival Liberta Canção, cujo convênio 214/2009 foi firmado em nome de um advogado, mas que o vereador também figura na organização, inclusive com o nome constando no cartaz.

A assessoria jurídica do prefeito Barriga destacou que o advogado Antônio Filho vai ter que apresentar as cópias dos cheques 850001, 850002, 850007 e 850026 e explicar o serviço prestado pelo vereador Vanney Neves, que teria recebido esses valores.

O prefeito Barriga destacou que “o vereador Vanney tenta se passar por político honesto, mas vai ter que se explicar sobre esses cheques e se recebeu dinheiro deste festival”, frisou. O socialista foi além ao dizer que “o parlamentar vive jogando pedra para todos os lados, [porém ele também tem] telhado de vidro e [por sinal] muito frágil” dispara.

O vereador Vanney, que está em Cuiabá, disse ao Olhar Direto, por telefone, que não houve nenhum desvio. Ele alega que a prestação de contas demorou por falha da pessoa contratada na capital para fazer esse serviço. “Não existe desvio; e o advogado Antônio Filho está com os documentos que serão apresentados na Secretaria” adiantou.

A briga política entre prefeito e vereador teve início em 2011 quando o vereador denunciou o uso indevido de maquinário da prefeitura em área particular; a venda do maquinário de Torixoréu e a existência de um lixão no município, mas, pelo jeito, o impasse entre os dois está longe de acabar

Olhar Direto

Responder

comment-avatar

*

*